Enche o Copo - As 10 etapas da produção da cerveja
Processo Produtivo

As 10 etapas da produção da cerveja

Você conhece as etapas pelas quais a cerveja passa até encher o seu copo? O processo de produção passa por diversas fases, cada uma com suas particularidades, onde a técnica e atenção aos detalhes são essenciais para resultar em uma cerveja de qualidade.

Postada em 17/08/2021 as 10:33


MOAGEM DO MALTE

A moagem do malte serve para expor todo o material interno e permitir que as enzimas atuem em toda a estrutura do grão de cevada durante o processo de mostura.


MOSTURAÇÃO

Na tina de mosturação, o malte moído é misturado à água e submetido a diferentes temperaturas, iniciando em torno de 44ºC e finalizando em 78ºC. Nessa etapa, os compostos do malte se tornam solúveis e o amido é quebrado em moléculas de açúcares menores, que serão consumidos pela lavadura no processo de fermentação.


CLARIFICAÇÃO/FILTRAÇÃO

Toda a mistura que estava na tina de mosturação é transferida para a tina de Clarificação, que possui uma peneira com fundo falso no seu interior. Essa peneira faz com que toda a parte sólida do malte fique retida, separando o mosto do bagaço. 


 FERVURA

Nessa etapa ocorre a adição de lúpulos, feita em duas etapas: a primeira, no início da fervura, tem o objetivo de conferir amargor à cerveja, enquanto a segunda, no final da fervura, é a etapa onde são adicionados os lúpulos responsáveis por fornecer aromas. Nessa etapa também acontece a esterilização do mosto para eliminar quaisquer microrganismos contaminantes.


WHIRLPHOOL

Finalizada a fervura, o mosto é transferido para a tina Whirlpool. Nessa tina, por meio de uma ação centrípeta, uma espécie de “redemoinho” é formada, para concentrar toda a matéria coagulada do lúpulo e das proteínas no centro da tina. Essa matéria é conhecida como trub quente..


FERMENTAÇÃO

Com o tanque de fermentação devidamente higienizado, é realizada a adição da levedura e a transferência do mosto. A fermentação dura em torno de 7 dias, e é nessa etapa que os açúcares são transformados em álcool e gás carbônico. Após esse processo, o tanque é colocado a 0°C para iniciar a maturação.

 

MATURAÇÃO

A maturação dura entre 7 e 18 dias e serve para acentuar e refinar os sabores e aromas da cerveja. Em alguns estilos de cervejas, como IPA e APA, é realizado o processo de dry hopping no início desse processo, que nada mais é do que a adição de lúpulo diretamente no tanque de maturação, para intensificar seu aroma e frescor.

Nos primeiros dias de maturação, é realizado o processo de centrifugação da cerveja. Nesta etapa a cerveja é clarificada, sendo removida grande parte da levedura existente e, nas cervejas com dry hopping, além da levedura, também ocorre a retirada do lúpulo dosado. 

ENVASE

O enchimento dos barris é feito diretamente do tanque, já que o produto não passa pelo processo de pasteurização. Depois de envasados, os barris são direcionados para câmaras frias e mantidos refrigerados.

Já o envase de garrafas, acontece por meio de uma enchedora. Esse equipamento é abastecido com as garrafas vazias que, ao entrar na máquina, recebem um jato de água para eliminar quaisquer substâncias que possam conter. Depois, é eliminado todo o ar contido no interior da garrafa. Aí então, é adicionado o CO2 e, em seguida, a cerveja. Depois de cheia, a tampa metálica é cravada para o fechamento da garrafa.

 

 PASTEURIZAÇÃO

Saindo da enchedora, as garrafas são direcionadas para o pasteurizador, com o objetivo de eliminar os microrganismos que podem alterar o sabor e deteriorar a cerveja, garantindo estabilidade e maior validade ao produto.

 

ROTULAGEM

Depois de pasteurizadas, as garrafas são rotuladas e encaixotadas, e estão prontas para serem degustadas e distribuídas.